Rael: crescendo e fazendo crescer a música nacional brasileira

Foto de divulgação

Mais uma vez, cara a cara conosco. Dessa vez, o ambiente era mais descontraído, até uma cama havia ali no camarim. Sentado no sofá, ele tomava um chá rosadinho e bem cheiroso, para recuperar o vozeirão que soltou no show, minutos antes de estarmos ali.

O entrevistado da vez: Rael. O famoso Rael da rima, sempre acrescentando positividade ao cenário musical e que, mais uma vez, recebeu o À Paulista cheio de carinho.


Agora, já faz pouco mais de um ano que o cantor lançou seu último disco "Coisas do Meu Imaginário", do qual ele tem feito um trabalho insano de divulgação com a turnê por esse Brasilzão enorme.

Foto de Nadine Paula

E é exatamente sobre isso que ele conversou com a gente. Confira como foi o bate-papo:

À Paulista: Por que você acha importante do rap estar presente em eventos grandes como esse da Heineken

Rael: Acho que precisamos de marcas, de pessoas, que estão e que apoiam a cultura do rap, fazendo essa movimentação. É algo que incentiva tanto para quem é público quanto para quem está trabalhando, sair nesse domingo agradável e vir ouvir um som. Acho que tem que acontecer mais, em lugares cada vez maiores, com mais gente.

AP: E como está a rotina do seu disco, que já está há um ano aí na cena, os shows... Como que está rolando tudo isso?

R: Tá rolando bem legal. As coisas passam rápido, né? Faz um ano, mas o disco ainda tá com muita força, a turnê tá com muita força, tem lugares que eu ainda não fui, não tive a possibilidade de ir. Tem lugares que eu já tô voltando pela terceira vez. Eu sei que até julho tem show já.

AP: Tem lugar novo aí esperando show?

R: Itaúnas, né, Dinho (da equipe do cantor), que eu nunca fui? No Espírito Santo. Mano, tem um monte de lugar, é que eu tenho de cabeça assim (risos), mas tem vários lugares que eu não fui ainda. Eu não tinha ido pra Salvador (Bahia), por exemplo, eu fui no Carnaval agora e foi maravilhoso, acabei fazendo três shows lá. Cantei com a Margareth Menezes, no trio dela. Maringá (Paraná) eu também não fui.

E é isso, estamos aí a todo vapor, mas ao mesmo tempo também estamos já pensando em coisa nova. Tô no estúdio, tô produzindo, tô fazendo bastante parceria também, com outros artistas.

AP: E o que vem de bom por aí?

R: Então, eu estou começando a produzir músicas minhas mesmo, e produzi uma menina chamada Mariana Nolasco, fiz uma música pra ela, acabei metendo uma rima também, um instrumental. Tenho produzido coisas que vão sair, uns projetos futuros. Acho que música é igual a medicina, você tem que estar sempre estudando, sempre fazendo, pra evoluir, pra aprender.

AP: E o novo single (Levanta e Anda) do DVD do Emicida, que é em parceria com você, como que está?

R: Ah, o DVD tá massa demais! Não vejo a hora disso estar na rua.

AP: Metade do DVD é com você (risos)...

R: (Risos) É, eu e o Emicida temos bastante música juntos, graças a deus. Ah, ficou muito bacana, tô bem ansioso, mas vamos dar tempo ao tempo. Não vou acelerar, não vou entrar nessa velocidade das coisas, porque como eu falei, já passou um ano do disco, aí as pessoas falam: "é, tem que lançar música nova", e eu falo: Meu, o bagulho tá em turnê ainda, parça, calma! (risos)

Uma dessas parcerias surpresas, que Rael tanto fez suspense, era da música "Resenha de Futebol", do Rincon Sapiência, junto da Karol Conka, lançada no último domingo (25/03). Assiste o clipe aqui, que está incrível:


Fiquem ligados nas redes sociais do Rael, porque ele prometeu: "Até o meio do ano, ainda vem muita coisa por aí". À meia noite de hoje para amanhã (28/03), Rael lança sua música com Mariana Nolasco, que ele citou na entrevista.

Rael e a editora Fernanda Uehara (foto de Nadine Paula)

Um comentário: