Dia do orgasmo: uma data para se comemorar com muito prazer

Sabem que dia é hoje? Dia do Orgasmo! E não, não vou julgar se você não conhecer essa data "comemorativa", afinal, quantas mulheres nem sabem como é ter esse prazer sexual, né?

Justamente para incitar o debate sobre a dificuldade que muitas mulheres têm em atingir o ápice do prazer durante o sexo, a data foi criada, em 1999, por iniciativa de algumas sex shops britânicas.

Esse é o ponto principal para a sociedade começar a melhorar no quesito orgasmo: conversa! Tanto nas rodas de amigos, nas salas de aula, nos almoços de família (por que não?), quanto na cama, minha gente. O que falta para homens e mulheres atingirem o mais profundo prazer é intimidade e comunicação.

"Na verdade, a falta de diálogo sobre qualquer assunto esfria a relação. A pessoa tem que se sentir à vontade para ser ela mesma com a pessoa amada, sem fingimentos ou medos. A pessoa que te ama, te ama como você é, e claro, você também tem que amar da mesma forma", afirma Sol Moraes, terapeuta e coach do You Can Coaching.

Alguns ou muitos de vocês podem estar chocados com essa matéria, mas deveriam mesmo ficarem horrorizados com os dados que apresento agora... De acordo com a pesquisa Mosaico 2.0 do Projeto Sexualidade (ProSex) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, 62% das mulheres entrevistadas já fingiram o orgasmo.

O número ainda pode ser bem maior se levarmos em consideração toda a sociedade que vivemos até, pelo menos, cinco anos atrás, que ainda era predominantemente machista e misógina, que faziam e ainda fazem as mulheres terem vergonha de falar sobre sexo e achar que isso é errado ou sujo.

Ainda bem que o feminismo se popularizou e muitas garotas estão dando a cara a tapa por seus direitos, inclusive os sexuais! "Felizmente, muitas mulheres têm, sim, buscado ajuda para entender, aceitar e aprender a ter orgasmos. Essas discussões feministas acrescentam. A mulher começa a se questionar, passa a se informar e muitas tomam a atitude de serem mais felizes com o sexo", explica Sol.


E se mesmo assim você ainda tem dificuldade para ter aquele orgasmo gostoso - porque não é nada fácil romper barreiras de uma hora pra outra - a sexóloga e psicanalista Lelah Monteiro dá um empurrãozinho.

"A melhor forma de a mulher chegar ao orgasmo é primeiro se conhecendo, se masturbando, essa é a grande chave. Ela tem que se tocar antes, sozinha... Eu super indico o uso de um massageador, um vibrador, não só o toque, tem que ousar mesmo", indica Lelah, que ainda ressalta que o clitóris está ali, foi criado só para nos proporcionar prazer, não podemos deixá-lo de lado.


Ainda segundo ela, a culpa de as mulheres não alcançarem o orgasmo também nem é só delas... Muitos homens ainda são muito egoístas, não conhecem o corpo feminino e acabam não dedicando um tempo e paciência para proporcionar o prazer à sua parceira.

Vou até tomar a voz aqui e me colocar como exemplo, só para vocês, mulheres, se sentirem representadas... O que a Lelah falou é tão verdadeiro, que dos 25 homens com quem eu já tive relações sexuais, apenas cinco realmente me fizeram alcançar o orgasmo (sem que eu me masturbasse durante a relação), dois chegaram quase lá e todos os outros ou só ficaram ali lambendo, sem saberem o que estavam fazendo, ou nem desceram pro play.

É para melhorar essas estatísticas que o assunto sexo precisa, sim, ser discutido sempre e com naturalidade, porque não estamos nessa vida para nos importarmos com o que outros dizem ou pensam a nosso respeito. Estamos aqui para sermos felizes, e se for na cama, no carro, na mesa da cozinha, onde for, melhor ainda.

Ah, também tem essa playlist aqui para aumentar a autoestima e confiança da mulherada:

Nenhum comentário:

Postar um comentário