CAIXA Cultural São Paulo apresenta a mostra "Escola: Cidade Aberta"


O Caixa Belas Artes recebe, de 3 a 16 de agosto, a mostra "Escola: Cidade Aberta" que exibirá filmes que tenham em sua temática relações com a instituição escolar, trazendo para o público uma reflexão sobre o processo recente de ocupação nas escolas paulistas. 
Patrocinada pela Caixa Econômica Federal, a mostra traz 17 produções de diversos paíse, que apresentam a instituição escolar sendo questionada ou vista como um local possível para transformações individuais e coletivas.

Entre os destaques da programação estão os longas-metragens brasileiros "Marcelo Zona Sul" (1970), de Xavier Oliveira; e "Das Tripas Coração" (1982), de Ana Carolina. Além deles, serão exibidos clássicos do cinema mundial como "Os Incompreendidos" (1959), de François Truffaut; "Zero de Conduta" (1934), de Jean Vigo; "Bom Dia" (1959), de Yasujiro Ozu; e "Onde Fica a Casa do Meu Amigo" (1987), de Abbas Kiarostami.

O nome "Escola: Cidade Aberta" remete diretamente ao clássico Roma, Cidade Aberta (Roma, Città Aperta, 1945), de Roberto Rossellini. No filme, comunistas e católicos italianos se unem para combater as tropas nazistas e fascistas que haviam ocupado a capital do país. “A escola representada pelos filmes escolhidos é um lugar propício para o confronto de ações, instituição em que as relações de dominação e resistência são impulsionadas por diferentes instâncias de poder e luta”, explica Leonardo Amaral, curador da mostra.

Entre as atividades especiais, está uma palestra de Eduardo Suplicy, convidado a discutir a opressão e a resistência existentes no espaço escolar brasileiro atual, no dia 11/8, às 18h30. Suplicy abordará a relação entre as obras da mostra e o contexto atual com o qual elas se relacionam. 

Além da palestra, haverá uma mesa redonda no dia 10/08 entre os convidados Dalila Martins, Lincoln Péricles e Raul Arthuso, com mediação dos curadores Leonardo Amaral e Roberto Cotta. Os debatedores promoverão discussões em torno dos filmes e colocarão em pauta suas experiências vividas em sala de aula e o processo de ocupação nas escolas estaduais de São Paulo. 

As atividades paralelas também incluem duas sessões comentadas, dos filmes “Marcelo Zona Sul”, de Xavier de Oliveira, e “Antes Passe no Vestibular”, de Maurice Pialat. O francês “Entre os Muros da Escola”, de Laurent Cantet, terá uma sessão especial gratuita para alunos de escolas públicas, com comentários do cineasta Cristiano Burlan.

Atividades especiais

Sessão comentada: longa-metragem “Antes Passe no Vestibular” (85 min.)

DIA: 4/08 – 18h30

O crítico, professor e pesquisador Cléber Eduardo analisará o filme “Antes Passe no Vestibular”, dirigido por Maurice Pialat. Discutindo questões técnicas e estéticas da obra, pretende-se relacioná-la com o tema da mostra e seus desdobramentos para os espectadores presentes na sessão.

Sessão especial para alunos de escolas públicas e público em geral

DIA: 09/08 – 16h

Sessão gratuita especial comentada: longa-metragem “Entre os Muros da Escola”

Público: Alunos do ensino médio de escolas públicas paulistanas

Comentarista: Cristiano Burlan

Duração dos comentários: 45 minutos (com debate)

O cineasta Cristiano Burlan falará sobre o filme “Entre os Muros da Escola”, obra fundamental para entender as relações existentes entre o cinema e a escola. Para um público composto por alunos de ensino médio de escolas públicas paulistanas, o mediador discutirá os aspectos ligados à opressão e a resistência existentes no espaço escolar apresentados pelo filme em debate.

Mesa Redonda: Ocupar o cinema: pensamento e ação

DIA: 10/08 - 18h30

Componentes: Dalila Camargo Martins, Lincoln Péricles e Raul Arthuso

Mediadores: Leonardo Amaral e Roberto Cotta

Os debatedores promoverão discussões em torno dos filmes escolhidos para a composição da mostra Escola: cidade aberta. Além disso, colocarão em pauta suas experiências vividas em sala de aula e refletirão sobre o processo de ocupação nas escolas estaduais de São Paulo. A mesa redonda visa relacionar os filmes presentes na mostra com as concepções sobre escola e educação viabilizadas pelos componentes, personalidades ativas no processo de constituição do tema da mostra.

Palestra: A opressão e a resistência no ensino brasileiro contemporâneo

DIA: 11/08 – 18h30

Eduardo Suplicy se propõe a discutir a opressão e a resistência existentes no espaço escolar brasileiro contemporâneo, visando compreender as heranças históricas que essa relação traz. Dentre outros assuntos, a palestra de abertura busca colocar em foco o contexto que culminou na ação horizontal de ocupação do espaço escolar promovida por vários estudantes paulistas, bem como especular sobre os diversos pontos de vista agregados a essa situação. Tendo como mote os filmes selecionados para a mostra, o debatedor permite repensar a relação entre as obras e o contexto atual com o qual elas se relacionam.

Sessão comentada: longa-metragem “Marcelo Zona Sul” (98 min.)

DIA: 12/08 – 18h30

O crítico João Toledo analisará o filme “Marcelo Zona Sul”, dirigido por Xavier de Oliveira. Explanando sobre questões técnicas e estéticas da obra, pretende-se relacioná-la com o tema da mostra e seus desdobramentos para o público espectador.

SERVIÇO

Local: CAIXA Belas Artes – Sala 5 (SPCine / Carmem Miranda)


Telefones: (11) 2894-5781

Horários: Consultar programação

Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.

Lotação: 96 lugares, sendo 3 cadeirantes

Classificação indicativa: Consultar programação

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal

Produção: El Reno Fitas Cinematográficas

Apoio: eComunica, Crystal Cinematográfica, Ártemis

Programação completa: http://bit.ly/2vnX31d

caixacultural.com.br – facebook.com/CaixaCulturalSaoPaulo

caixabelasartes.com.br/ – facebook.com/caixabelasartes

Nenhum comentário:

Postar um comentário