O que procuramos está no Maluma, baby


"Ando pensando, buscando, encontrando una forma de estar contigo un par de horas. No es que quiera hacerte mi senõr. Y no te preocupes, luego vemos si funciona..."

Ser uma mulher moderna e desprendida não é uma tarefa muito fácil, não. Se conseguir um namorado tradicional já beeeeeeem difícil, encontrar aquele boy que tope ser seu relacionamento aberto com responsabilidade afetiva é mais difícil ainda.

Se você me respondeu mentalmente com um: "é muito mais fácil encontrar um relacionamento aberto do que um fechado", eu te explico o porquê de não ser assim... Pelo simples fato de a tentativa de ser um casal liberal se tornar uma amizade colorida - o boy ser o P.A e a mina ser a V.A.

Ah, vamos lá. Quantos aqui já conseguiram propor ao seu P.A/V.A que sejam namoradinhos, mas que também fiquem com outras pessoas? Aposto que quase ninguém. Porque é um tanto quanto difícil você ser responsável afetivamente dentro de um relacionamento aberto, aí a amizade colorida acaba te tirando dessa responsabilidade toda.

Confesso que o único homem que "encontrei" que é tudo isso, e ainda enaltece as mulheres, é o Maluma - um dos compositores e intérprete do primeiro parágrafo do texto, com a música 'Sin Contrato'.


Quem ouve os trabalhos do colombiano de apenas 23 anos, sabe que, desde o início de sua carreira, suas músicas sempre falaram sobre relacionamentos abertos, poliamor e coisas do tipo. Mais do que isso, seus clipes trazem mais outros sentidos que só as letras não transmitiam.

'Borro Cassette' é um ótimo exemplo para o que quero explicar. Quando se ouve o hit, é involuntário imaginar Maluma como um dos personagens da história, sendo uma mulher a outra. Isso continua até os 3m35s do clipe, quando é revelado que, na verdade, a pessoa da noite anterior, que ela não se lembra, é outra mulher!


A primeira vez que assisti o videoclipe de 'Borro Cassette', não contive a emoção e dei berros de felicidade em ver que esse homão da porra colocou um casal de lésbicas para protagonizar o trabalho.



O mesmo acontece no curta metragem de 'Sin Contrato', no qual Maluma aparece com uma moça em seu quarto e depois com outra na balada e na praia...


Quem não pensou: "coitada da mulher", que atire a primeira pedra. E é aí que os produtores surpreendem mais uma vez, tirando a garota do papel de vítima e a colocando como a super poderosa que termina o encontro com Maluma e vai embora de sua casa com outro homem.


Ué, por que o "sem contrato" tem de valer somente para o homem, não é mesmo?

Só para firmar um pouco mais todo o signo de aquário que tem dentro do Maluma - que por sinal é de aquariano mesmo - o último single do cantor é a prova de que, além de ser bem desprendido, ele é a favor do poliamor <3

Puta que pariu, esse gif matou
Propor aumentar o quarto, para caber quatro pessoas nela, não é para muitos, não.

Será que eu terei de passar toda a vida na busca de uma Maluma acessível a mim ou um dia chego lá e realizo o sonho de ficar também com o colombiano real/oficial? hahaha

Deixem aí nos comentários ou me mandem um e-mail se vocês também forem como o Maluma.

Para ver os clipes citados no texto, veja a playlist a seguir:


Para ouvir mais do Maluma, siga minha playlist no Spotify:

Nenhum comentário:

Postar um comentário