Dica À Paulista: Cara Gente Branca, por que não assistir essa sériezona da porra?


No mês de abril, a Netflix lançou a série 'Dear White People', cujo conteúdo gira em torno do racismo, mais precisamente uma crítica ao blackface, apropriação cultural, privilégio estrutural concedido aos brancos. Um dos pontos altos da trama é abordar as relações entre os militantes negros universitários, as pressões sofridas. Se você é negro, com toda a certeza, se identificará com algumas das situações mostradas. Sem contar que este é um bom meio para que pessoas brancas repensem seus privilégios e revejam a importância da discussão.


O assunto é pesado, tal qual o racismo, mas a narrativa é conduzida até que de um jeito leve, exceto no quinto episódio, onde acontece o clímax da temporada, o conflito maior, aquele que dá um up na série e permeará o enredo, desde então. Eu posso dizer, sem querer dar spoiler, que é quase impossível segurar as lágrimas e deixar de sentir aquele aperto no coração. Fica ainda mais explícito: o racismo é estrutural nesta sociedade. Independente da sua situação intelectual ou econômica, se você for negro, sofrerá racismo. Sad, but true.



Uma das coisas bem interessantes abordadas na história é a estética do negro e como isso é pertinente para além de clichês, mas são aspectos que fazem parte da identidade racial. Outro assunto que ganhou destaque foi o relacionamento inter-racial e como ambos (negro/branco) lidam com isto. Mas o ponto alto deste plot é a percepção de que, por mais que a pessoa privilegiada tente ser sensível, ela não entende e sofre, de fato, a dor do outro (parece redundante, but...). A forma como abordam esta temática é, ao meu ver, maravilhosa!




Para ajudar na contextualização, basicamente (bem superficialmente mesmo rs) a série conta a história de alunos negros, principalmente no âmbito acadêmico, mas estende-se aos seus outros meios sociais e relações. Sam, Coco, Joelle, Reggie e Troy são alguns dos personagens chave da trama, cada um com suas peculiaridades, mas que conhecem e vivenciam o racismo. Ah, vale dizer que também falarão sobre as cobranças dentro da militância, as pressões para manter o discurso sempre alinhado às ações, entre outras questões muito pertinentes.


Vale dizer que esta também é uma boa oportunidade para refletirmos sobre apropriação cultural, exaltação ao modelo de estética corporal europeia e o quanto isso pode ser cruel para os negros.




A questão é que existe algo bem pertinente a ser discutido: o quanto a sociedade ainda despreza os debates sobre racismo, bem como a empatia acaba, muitas vezes, sendo seletiva. Sem contar a naturalização do racismo e a tentativa de banalizar e abafar a voz de quem luta para simplesmente ser quem é. Vale MUITO a pena assistir 'Dear White People'! Aproveitem e compartilhem conosco suas percepções.

Texto por: Dayana Souza

Midiática, mestranda em comunicação e Fã de Grey's Anatomy. Sabe que o carrossel nunca para de girar.


Um comentário:

  1. É uma série boa e muito interessante, sinto que história é boa, mas o que realmente faz a diferença é a participação de Lena Waithe nesta série. Eu a vi recentemente em a jogador no 1 filme, você viu? A participação da atriz foi fundamental. Adorei, pessoalmente eu acho que é um filme que nos prende. A historia está bem estruturada, o final é o melhor! Sem dúvida o veria novamente, se ainda não tiveram a oportunidade de vê-lo, eu recomendo. Cuida todos os detalhes e como resultado é uma grande produção.

    ResponderExcluir