Dia Nacional do Livro Infantil: Um dia de incentivo

Reprodução / Pinterest

Posso apostar pelo menos 10 livros que a maior parte da população sequer sabe que esse dia, em homenagem a Monteiro Lobato, sequer existe. Por que as pessoas não sabem de um dia desses? Oras, por acaso a população brasileira lê tanto assim para dar importância a um dia desses? Incentiva os jovens à leitura? As respostas são quase óbvias. Segundo uma pesquisa realizada pelo Ibope em 2016, 67% da população não teve uma pessoa que incentivasse a leitura em sua trajetória.

Ainda assim, o cenário tem melhorado aos poucos. Há poucos anos, a média de leitura de um brasileiro era de 2 livros por ano. Hoje, o número chega a 4,96. Mesmo que não seja muito, é um avanço. E se levarmos em conta que existe um serviço chamado Netflix, realmente é um ótimo avanço, já que muito preferem séries a livros. Não me levem a mal, eu também AMO séries (porque, entre outros motivos, também é um dos lugares de onde tiro minhas referências para a escrita). 

Provavelmente alguém pode perguntar: Mas para que ler? Para que incentivar as crianças a ler? Também é uma resposta quase óbvia, não? Alguns dos motivos: 

- Aumento de vocabulário
- Desenvolver a fala, ajudando a se expressar com clareza
- Melhora a escrita
- Entretenimento (Porque leitura É DIVERSÃO, SIM)
- Para os leitores de ficção: Você pode viver milhares de vidas. Sabe do que estou falando, certo?

Logo, o aumento da leitura pode ajudar a formar professores, palestrantes, líderes e, para continuar o ciclo, novos autores. 

Hoje em dia, é normal ver crianças com iPads. Que tal uma abordagem diferente para as próximas crianças? Que tal colocar um Kindle na mão dela se você tiver dinheiro para comprar um iPad? Será um puta investimento que fará para o futuro da sua cria. Caso não seja possível, dê um livro impresso (o que, particularmente, eu prefiro). Mas, por favor, não enfie Dom Casmurro na cara de uma criança de 10 anos. Isso será um grande desincentivo à leitura considerando a idade. Pergunte ao seu filho ou filha de que tipo de assunto gostam. Super-heróis? Vampiros? Fadas? Princesas? As variações são inúmeras. Então, trate de conhecer e ouvir mais as pessoas que serão o futuro. E, acima de tudo, trate de incentivá-las.

por Daniel Renatini 


Nerd desde as vidas passadas e escritor em formação. Apesar de ser graduado em Design Digital, decidiu seguir pelo caminho da escrita e da escultura (sem deixar os freelas de design de lado). Diz que a leitura é o melhor caminho para afiar a mente de uma pessoa. É autor da futura série de livros Herdeiros das Estrelas. @danielrenatini

Nenhum comentário:

Postar um comentário