Dia de verão


Abri os olhos e te avistei, logo aqui, do meu lado. Ainda dormindo. Transmitia uma paz tão linda no rosto que até parecia sorrir para mim, mesmo estando em sono profundo. 

Levantei da cama e abri uma frestinha da janela que dava para a sacada. O sol forte do território baiano invadiu um pedaço do cômodo e fez com que o calor se espalhasse por lá. Ainda eram 7h30, mas já estava fazendo 30 graus.

Com um esforço descomunal coloquei uma roupa apropriada para o dia e arrumei os cabelos pretos que insistiam em fazer cachos nas pontas e lavei o rosto. 

Enquanto avaliava uma espinha que insistia em nascer uma vez por mês em meu rosto, te vi levantar, vir ao meu encontro e me dar um beijo na testa. 

"Tira essa roupa, bota um biquíni, vamos pra praia" 

A proposta tentadora veio acompanhada de um beijo que tornava a minha missão de negar o pedido quase impossível. Trocamos olhares quase como se conversássemos por telepatia e avaliássemos os atrasos que o plano geraria em nossa rotina.

Por fim, sem nem pensar, já me vi tirando a blusa e pegando o único biquíni seco que havia dentro da gaveta.

Assim que saímos você me deu a mão, então olhamos a praça em frente a casa, cumprimentamos a senhorinha que vende frutas e andamos dois quarteirões para logo sentirmos a areia em nossos pés.

Você põe a camisa na areia e a faz de assento para mim, colocamos os chinelos lado a lado, e ao sentarmos, já encaixo minha cabeça em seu ombro, o que transforma aquela simples ida à praia no melhor dia de todos. Assim como foi ontem, e o dia antes.

Fecho os olhos e respiro fundo, deixando a brisa da praia entrar pelas minhas narinas enquanto escuto crianças brincando, um cachorro desesperado atras de um brinquedo que o dono acabara de jogar e as ondas que, mesmo no início do dia, estavam calmas e convidativas.

Saio do meu momento apenas para constatar que você ainda está ali, seguro sua mão e, enquanto formulo alguma frase para te dizer como estava feliz, logo sou interrompida pelas suas palavras:

"Obrigado por comprar o meu sonho e deixar cada dia mais bonito".

Sinto um leve arrepio na hora que acordo e percebo o barulho da chuva lá fora. A terra da garoa levou a sério o título e não deu descanso essa semana. 

Cubro a cabeça por uns instantes e imagino o que você está fazendo, aí do outro lado do mundo. Guardo o fruto do meu inconsciente na caixinha de nossos sonhos e planos futuros, que está perdida em algum lugar deste continente; e levanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário