Ele é tão lindo!

Ele é tão lindo! Vocês precisam ver o quanto ele é lindo. Mas precisam ver como eu vejo, aí sim vocês iam entender como eu me sinto.

Ele é o homem mais inteligente que eu conheço. Ele é o homem com os melhores conselhos que eu conheço. Ele é o homem mais sensato que eu conheço. Ele é o homem mais certinho e cafajeste, ao mesmo tempo, que eu conheço. Ele é o homem que mais me fala: “para, você é muito louca” e me incentiva, ao mesmo tempo, que eu conheço.

Ele é capaz de fazer qualquer pessoa o amar tanto a ponto de sentir raiva. Nossa, que raiva desse homem.

Ele tinha que ter gastado todas as fichas do relacionamento amoroso antes de eu chegar? Ele tinha que achar que nós nunca vamos dar certo? Ele tinha, mesmo, que aparecer na minha vida?

Ele não só tinha, como deveria. Ele me ensinou tanta coisa, sou eternamente grata a ele.

Ele tinha que me ignorar tantas vezes e tantas outras me dar brechas? Precisava mesmo ficar com esse jogo de vai e vem que me deixa confusa e ficar mais atiçada? Precisava mesmo mexer com meu coração e psicológico?

Ele, só ele, é capaz de tudo isso. Só ele compartilha tanta coisa pessoal comigo e ainda me falta conhecer tanta coisa em sua imensidão particular. Só ele também sabe tanta coisa minha e ao mesmo tempo nada.

Ele já me viu chorar, já me viu gritar, já me fez gritar com ele mesmo. Ele já me deixou desesperada e depois me confortou com um: “viu, você conseguiu”.

Ele é tão diferente de mim e ao mesmo tempo tão igual. Ele tinha mesmo que ser assim?

Ele tinha que saber que eu não sou dessas mulheres que se apegam facilmente e não gostam de compromissos? Seria mais fácil pra mim se ele não soubesse, porque pessoas assim não são tão fortes quanto imaginam. Pessoas assim também são atingidas pelo amor e acabam sofrendo muito mais que as outras, já que não conseguem expor isso tudo.

Ele, sem dúvidas, pensaria que eu estou é louca, mas não deixaria de falar comigo, porque ele não é esse tipo de pessoa. Isso, aos poucos, só me mataria, não que eu já não esteja morrendo, mas acho que seria pior.

Ele, enfim, é lindo por esses e tantos outros motivos que eu não consigo escrever agora. Seria necessário um livro do tamanho de uma Bíblia para pontuar cada qualidade dele, porque até seus defeitos são qualidades. Certamente eu também não conseguiria escrever tanto assim sobre ele, porque eu prefiro escrever sobre aquilo que não sinto, e ele eu sinto muito.



Nenhum comentário:

Postar um comentário